Jesus é o Príncipe da Paz que nos abençoa. Mesmo que nosso coração possa se tornar pesado diante das adversidades que sofremos e das lutas cotidianas que temos que enfrentar. Existe um contraposto em meio ao nossos medos, essa paz que vem de Deus e que nos leva à um lugar seguro, mesmo quando nos sentimos só.

Hoje, eu e você podemos nos achegar ao Senhor com liberdade, sabendo que Ele ouve as nossas orações e entendi nossos sentimentos. Sabendo que Ele está conosco e que nos livrará nos dias de angústia e de engano. Então, podemos orar como Jabez pedindo ao Príncipe da Paz que nos abençoe.

“… Oh! Tomara que me abençoes e me alargues as fronteiras, que seja comigo a tua mão e me preserves do mal, de modo que não me sobrevenha aflição! E Deus lhe concedeu o que lhe tinha pedido.” I Crônicas 4.10

A Bíblia relata a vida de Jabez dizendo que ele foi o mais ilustre entre os seus irmãos. Essa não teria sido sua história se ele simplesmente tivesse se apegado ao próprio nome, pois seu nome trazia em si o significado de “dor”, era a lembrança de sua mãe do traumático parto que tivera que enfrentar. Esse destaque poderia ter amargurado seus dias e transformado sua história em tragédia.  

“Foi Jabez mais ilustre do que seus irmãos; sua mãe chamou-lhe Jabez, dizendo: Porque com dores o dei à luz. Jabez.” I Crônicas 4.9

Mas essa não foi sua escolha, Jabez se apegou ao Senhor e pediu que o Senhor o abençoasse. Isso fez com que ele experimentasse milagres, prosperidade e honra e em sua própria família não houve ninguém que se comparasse a ele. Existe algo poderoso quando entendemos que a benção de Deus é derramada sobre nós.

Fomos criados com o fim de vivermos uma vida de plenitude no Senhor e mesmo estando em um mundo caído, Deus quer se revelar a nós de forma surpreendente, todos os dias e através de pequenos detalhes ou milagres miraculosos. Você consegue compreender essa verdade? Consegue enxergar o Príncipe da Paz em seus caminhos?

Os discípulos no caminho de Emaús não reconheceram a Jesus. Eles estavam aterrorizados demais com os acontecimentos dos últimos dias, Jesus pregado numa Cruz, levado ao túmulo. Aquele que eles tanto amavam estava morto e junto com Ele toda esperança. Sim, a morte dissipará a fé e lhes taparam os olhos. Eles de fato não podiam ver. Não O reconheceram no caminho.

Porém, nós podemos contemplar sua presença quando nos achegamos a Ele, quando compreendemos que não estamos órfãos, mas Ele cuida de nós. Precisamos aprender a orar como tantos heróis Bíblicos oraram. Reconhecendo que não há limites e nem muro alto demais que Jesus não pode quebrar. Precisamo depender do Senhor e entender que a maior benção que podemos receber e vivermos vida de relacionamento com Ele. A Verdade libertadora do Príncipe da Paz alcança o nosso interior, transforma nossa mentalidade e nos dá um nome novo. Ele nos abençoa.

“… e a boa mão do nosso Deus estava sobre nós e livrou-nos das mãos  dos inimigos e dos que nos armavam ciladas pelo caminho.” Esdras 8.31

“O Senhor te abençoe e te guarde, o Senhor faça resplandecer o rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti; o Senhor sobre ti levante o rosto e te dê a paz.” Números 6.24-26

Nayla Cintra

Nascida em Mato Grosso, Nayla é missionária em tempo integral desde 2011, tendo já servido durante 4 anos na JOCUM (Jovens Com Uma Missão) e quase 2 anos como missionária intercessora no FHOP (Florianópolis House of Prayer). Atualmente dedica uma parte do seu tempo para ensinar artes para crianças em uma ONG em Florianópolis e outra parte do tempo para trabalhar com justiça social, com foco em tráfico humano. Nayla carrega um coração para pessoas em situação de vulnerabilidade social, ama o mundo artístico e criativo, é apaixonada por missões, mas tem como maior desejo ver o nome de Jesus sendo conhecido entre todos os povos e tribos da Terra.

Deixe uma resposta

×
×

Carrinho

Fechar