Antes de ir para à cruz Jesus, pediu ao Pai que nos mantivesse no mundo, ao invés de simplesmente nos isentar de viver essa vida terrena. Isso é intenso! É, também, um pouco diferente do que normalmente somos ensinados em nossas igrejas. Não é verdade?! Costumamos ouvir que há uma cisão entre o mundo secular e o sagrado.

“Não peço que os tires do mundo, e sim que os guardes do mal. Eles não são do mundo, como também eu não sou.” ‭‭(Jo 17:15-16‬).

Porém, percebemos por meio do pedido de Jesus ao Pai, que o estar nesse mundo é parte do nosso chamado, e mais que isso, é a essência indivisível de quem nós somos. Ele nos criou a partir do pó com o propósito de refletir a Beleza do Criador. No entanto, há algo que precisamos entender, devemos considerar que estar no mundo, não é sinônimo de seguir a ordem que o governa desde a queda do homem.

 Devemos estar nele proclamando o evangelho de Cristo. “E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura.” (Mc 16:15).

Jesus pediu que estivéssemos na terra a fim de que fôssemos sal e luz, metáfora que descreve o impacto do povo de Deus em meio a essa era. Como sal, devemos desacelerar a degradação numa sociedade pecaminosa e provocar nas pessoas sede por Jesus. Assim, a luz expõe as trevas e aponta a direção correta. Então, como luz existimos para revelar a verdade sobre Jesus, através de nossas palavras e ações para um mundo cheio de escuridão. (Mt 15:13-14).

“Você pode amar e servir a Deus com o seu trabalho”

Essa verdade me impactou, desde a primeira vez  que a ouvi, durante a aula de Desenvolvimento Pessoal do Tim Fraim, no Intensivo Fascinação. Entender que amar a Deus compreende todas as expressões e aspectos da minha vida, e não apenas minhas atividades na igreja, mudou totalmente minha perspectiva do que significa adorar a Deus em Espírito e em verdade. E, compartilho acerca disso com a intenção de que seja esclarecedor para você também.

Bom, isso significa que você pode servir e amar a Deus em todo tempo, mesmo que não seja servindo em tempo integral numa igreja, casa de oração, ou no campo missionário. Assim sendo, o dia mais comum da sua vida é tão santo quanto seus momentos mais intensos na presença de Deus, para Ele tudo é sagrado. Não há nada fora do Seu alcance e da Sua soberania. Foi Ele quem criou todas as coisas, a terra e tudo que nela existe (Ne 9:6). Sem dúvida, Ele é Senhor sobre tudo e tudo é para sua glória. (Jo 1:3). 

E, como já conversamos anteriormente, Deus nos criou para governarmos e dominarmos as coisas sobre a terra (Gn 1:26). Ele nos deu uma função de liderança sobre a criação, logo, é preciso trabalho para exercê-la, certo? Certo. Trabalho, é uma vocação gerada em nós por Deus. Expressamos a essência Dele em nós por meio do trabalho das nossas mãos e os esforços da nosso intelecto. Portanto, vocação implica numa ocupação, seja no mundo dos negócios, na educação ou em quaisquer outras áreas.

Não buscar sua vocação é perder sua identidade!

Sua vocação te direciona no seu chamado maior, que é amar a Deus sobre todas as coisas. E já sabemos que isso não está limitado a secular ou sagrado. Se trata daquilo que você faz com a sua vida, aquilo que você foi criado para fazer. Sendo esse um serviço divino a Deus. É a forma como nós cumprimos o nosso propósito.

Partindo do entendimento de que trabalho é o que nos faz humano; e de que é parte para o que fomos criados. Quando você deixa de buscar seu chamado e não avança, você está desconsiderando parte importante da sua identidade. Pois até o próprio Deus trabalhou, criou todas as coisas e imprimiu em nos Sua imagem e semelhança.

Isso nos diz que parte do nosso chamado na vida como cristão é declarar algo. E fazemos isso onde estamos. As pessoas devem saber que você conhece a Deus. Como? Por meio da forma como você trabalha. Através de como você age, compreende o mundo e dialoga com os mais diversos aspectos da vida. A maneira como você vive o evangelho no seu trabalho semanal pode impactar mais vidas e trazer transformação às pessoas como a poderosa pregação do evangelista no domingo à noite.

Então, encontrar valor naquilo que você faz e entender quem você é no que executa, revelará Jesus. Com isso, te encorajo a encontrar sua identidade em Deus e revelá-la em seu trabalho! Portanto, deleite-se em quem Ele diz que você é e então você encontrará prazer naquilo que faz e será pleno para trabalhar, criar, desenvolver e liderar.

Sua vocação é uma forma de servir a Deus

Olhe mais de perto o que a Bíblia diz a respeito de seu trabalho: tudo quanto você fizer, você deve fazê-lo “como ao Senhor e não como a homens”. (Ef. 6:5-7). Você deve trabalhar “de todo o coração, como para o Senhor e não para homens”. (Cl 3:22-24).

Você nota a incrível importância dessas expressões? O trabalho não é apenas uma forma de passar o tempo e ganhar dinheiro. O seu trabalho é na verdade um serviço que você presta ao próprio Senhor!

Meu desejo é que você faça algo no lugar do trabalho, que leve Deus a encontrar você. De uma forma que você nunca o encontrou antes. Faça bem, com excelência! Leve a sério seu trabalho, o que Ele confiou sobre você. Encontre Jesus em seu trabalho, naquilo que você faz! Vai ser incrível!

Definitivamente, os dons e talentos são dados por Ele a nós e a nossa função é aperfeiçoá-los. É tornarmos peritos no trabalho que executamos, escolhemos. (Ex 31: 1-3). Assim, cabe a nós sermos excelentes e especialistas. Ninguém deve nada a nós. É nós que devemos tudo a nós mesmos.

Consequentemente, o seu chamado é sobre levar as características de Cristo, aonde for, naquilo que você faz. A forma como você se porta, fala, trata as pessoas falará a respeito de Jesus. Ele vive em você agora. É Ele quem você segue. 

Durcy Arévalo

Nascida em Mato Grosso, recém-casada, Durcy está vivendo a incrível experiência de dedicar cinco meses exclusivos da sua vida para conhecer a Deus através do Intensivo Fascinação. Tem como foco adquirir um estilo de vida de permanência nas verdades do Senhor e estabelecer o lugar de oração. Durcy carrega um coração voltado a oração e intimidade com o Pai, e um desejo profundo que a vida de oração seja estabelecida em toda Igreja de Cristo. Tem como anseio que essa geração seja cheia do amor e do conhecimento de Deus. Sente da parte do Senhor ser uma voz profética de encorajamento e fé para as pessoas a sua volta.

Este post tem um comentário

  1. Excelente texto para refletirmos sobre aquilo que fazemos…Glória a Deus…

Deixe uma resposta

×
×

Carrinho

Fechar