FHOP

Um amor que manifesta sentimentos genuínos

Relacionamento

 

Bem, esse título pode soar um pouco estranho, mas antes que pareça que esse texto será voltado para agirmos sempre e exclusivamente baseado em sentimentos, não é sobre isso que eu gostaria de falar. Aliás, eu realmente acredito que na maioria das vezes a nossa forma de sentir e até mesmo concepção de amor não correspondem exatamente ao que a voz do Senhor está nos dizendo.

Você realmente acredita que nossa história com Deus é baseada em um relacionamento?

Bem, é sobre esse tópico que gostaria de “caminhar” nas linhas que seguem, como um convite para que você possa conhecer a maravilhosa oportunidade de estar apaixonado por Jesus de forma intensa e sincera, não simplesmente com sacrifícios, mas com obediência genuína. (1 Samuel 15:22)

Quero começar dizendo que a palavra sentimento que trago aqui, não é relacionada aquela coisa burra que costumo chamar de “incoerência” ou “impulso cego”, mas sentimento neste sentido, é uma experiência primordial que se revela como verdades expressas por um coração liberto e apaixonado, que sabe que foi cativado para amar e ser amado por Jesus.

Observe o mandamento mais importante que nos foi deixado:

Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças; este é o primeiro mandamento”. Marcos 12:30

Isso realmente não soa como algo intenso? Como um relacionamento que exigirá de nós a mais profunda entrega, o mais constante envolvimento e dedicação?

Deus nos criou para o amor! Ele nos criou para viver um relacionamento com Ele onde sempre existirão coisas novas a descobrir. Onde nossa devoção pode se tornar completa e não distraída.

O amor não é algo que Deus faz, mas é algo que Ele é e por isso, Ele encontra prazer no relacionamento conosco. Neste mesmo sentido, amar a Deus e, consequentemente amar o que Ele ama, deve se tornar nosso principal fundamento de vida e o alicerce para a eternidade.

Jesus está comprometido em produzir o amor em nossos corações, basta que o busquemos. Assim,  nosso desafio deve ser amar ao Senhor, estar completamente apaixonados por Ele, acima de qualquer destino profético, caminhando a partir da salvação que é o um caminho de santificação.

Que o nosso amor por Ele possa estar acima das tarefas, assim como o exemplo de Maria:

“Caminhando Jesus e os seus discípulos, chegaram a um povoado, onde certa mulher chamada Marta o recebeu em sua casa. Maria, sua irmã, ficou sentada aos pés do Senhor, ouvindo-lhe a palavra. Marta, porém, estava ocupada com muito serviço. E, aproximando-se dele, perguntou: “Senhor, não te importas que minha irmã tenha me deixado sozinha com o serviço? Dize-lhe que me ajude! ” Respondeu o Senhor: “Marta! Marta! Você está preocupada e inquieta com muitas coisas; todavia apenas uma é necessária. Maria escolheu a boa parte, e esta não lhe será tirada”. Lucas 10:38-42

Que conheçamos a voz do nosso amado e abandonemos qualquer tarefa para estar a Seus pés. Que nosso coração seja movido para o lugar onde somente a presença dEle pode nos alcançar. Que sejamos levados, sem medos ou mentiras à uma só coisa: O amor por Jesus, no lugar que suas palavras ecoam e desvelam nossos corações.

Que optemos pela melhor parte que é o lugar da intimidade, que nos recostemos em Seu peito e neste embalo aprendamos o verdadeiro som da vida. Que na doçura dos olhos de Jesus vejamos quem somos e quem Ele deseja que nos tornemos. Que nossos olhos estejam fixos nEle, como uma devoção e paixão completa!

Escrito por Julia Carniel

Nascida no Rio Grande do Sul, Júlia é missionária intercessora em tempo integral na Florianópolis House of Prayer. Tem perseguido o conhecimento de Jesus a partir das escrituras e do lugar de oração. Acredita que verá essa geração ser impactada pelo amor de Jesus e deseja que Sua beleza seja revelada para todos os povos e nações.

Comentários

comentários

Pin It

» Relacionamento » Um amor que manifesta sentimentos...
Em 13 de fevereiro de 2017
, ,

Commentários desabilitados.

« »